Páginas

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Maldito Brinquedo

                                  58144_1640948987346_1345465339_31695535_7580494_n_large


Tudo começou naquela tarde de outono. Eu estava bem sozinha, quer dizer sempre fui bem sozinha mais ai você apareceu. Tirando o meu equilíbrio, mudando meu mundo, você surgiu, não tinha quem ir comigo naquele maldito brinquedo. Isso mesmo maldito, pois se não fosse por ele eu não teria ficado presa com você e não teria te conhecido, não teríamos saído e eu não saberia o quão perfeito para mim você é.  
Agora estou aqui novamente neste maldito brinquedo, so que sozinha. Aqui foi o nosso primeiro beijo! Você se recorda disso?. Acho que não pois se você se lembrasse o quanto foi mágico aquele momento eu não estaria sozinha aqui.
Mas nosso caso foi so mais um caso, provocado por um brinquedo maldito!


Invernos

Img_6943_large



Era para ser mais simples, era para ser apenas mais um texto em que eu fale de amor ou desamor. Mas aqui estou eu olhando para uma tela em branco, ouvindo Coldplay e pensando no que eu fiz de errado. Talvez o problema não seja meu. Talvez o problema seja nosso...
Já faz um na o em que estamos juntos e so agora tive idéia do que é sofrer por amor.  Nunca coloquei e nem vou colocar o seu amor em duvida, mas parece que tudo pelo qual lutamos esta indo por água abaixo e eu simplesmente não posso fazer nada para conter isso.
Tentei segurar meu choro quando você em disse adeus, porque e assim que eu fico agora. Com medo de tudo que acontecem com nos.
Esta nevando la fora e eu estou aqui dentro sozinha pois não sei o que fazer agora...
É apenas mais uma tarde fria na Espanha em que espero sua ligação... acho que cansarei de esperar.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Não será dessa vez

Às vezes eu vivo fugindo dos problemas que posso enfrentar. Não sei por que faço isso, acho que tenho medo das coisas que me esperam.
Quero apenas que um mundo gire mais rápido, quem sabe os motivos podem compreender, não da maneira que estou. Hoje estou voltando para a casa, quero apenas descansar, fingir que nada existe, esquecer que o mundo que me esmagar. As palavras fogem da minha boca e caem no limite de toda essa confusão. E essa saudade que eu sinto a vontade de ter, de te ver, conversa... Não vai ser dessa vez que isso vai me matar.
E ela vai ser a rosa do jardim, a mais bela entre as flores, mas sua frieza tem espinhos, gelado como a neve, que fura a carne e o veneno não deixar cicatrizar, só aumentar a dor.
O seu beijo tem o antídoto.
Para curar o coração de quem ela envenenou.
Espero está errado.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Faz algum sentido?

Os meus olhos se abriram
Por alguns segundos
Encontrei algo mais forte
Mais longe do paraíso eu estou
Quem sabe por suspiros
Ainda posso respirar
E esqueça sufocar
Pra me sentir seguro
E vão-me enterra vivo
Como da ultima vez
Sem choro
Sem despedida
Eu vou mover mundo
Nem que seja por você
E mesmo que eu faça sozinho
Não vou me arrepender
E não pense no dia de amanha
Talvez ele nunca chegue
Mas não perca a sua esperança
Você ainda não morreu
E reconstruo o meu caminho
Deixando tudo de lado
Procurando a resposta
Nos corações errados
E por fim iludidos
Esperando mais do pouco
É que temos a oferecer
Um fragmento disso
E não vai ser o suficiente
Eu sei disso
Encontrar uma saída
Onde já se termina o caminho
E eu não estou triste
Mas não posso sorrir
Com tanta certeza
E os dias vão passando
E eu vou continuar a que
Mantendo cada pedaço
Fazendo cada desafio
Cada decepção
Uma parte de quem eu sou.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

EU nunca imagine que chegaria a esse ponto. Nunca mais parei e olhei as estrelas, pensar na vida, no que eu fiz no que me tornei... Seja lá o motivo disso tudo. Isso me faz lembrar tempos bons; tem dias que a vida lê traz o melhor, tem dias que ela que tirar ate o pouco que você tem. Eu não me importaria com isso, como sempre, felizmente eu tenho uma vida para viver seja ela boa ou ruim.

Não tenho direito de reclamar... Mas têm dias que é uma loucura, as situações passam, mas elas nunca mudam, é sempre um pouco de tudo. Talvez amanha melhore e eu possa aprender com os meus erros, e com os erros dos outros ; Não me pergunte o que será disso a que da que alguns anos, dá para ver que não vai ser bom, esse mundo em minha volta cada vez mais podre. Cada um traça seu caminho, não acredito em destino.

E vou continuar me sentindo sozinho? Vivo em meio a tantas pessoas , Será que é minha culpa? Pareço que vivo uma mentira, tudo uma suposição, a certeza de nada. Quem sabe viver em um mundo de sonhos é melhor que a realidade, esconder lagrimas com sorrisos.

Fingir, isso todos nos fazemos muito bem!